Universidade Católica de Pelotas Blog da UCPel
Webmail
Aducpel
Agenda de Eventos
Ass. Judiciária
Ass. Médica Ambulatorial
Avaliação Institucional
Balanço Social
Biblioteca
Calendários Acadêmicos
Capelania
CAPS - Centro de Apoio Psicossocial
Chegue Mais Perto
CIPA
Clínica de Fisioterapia
Clínica Psicológica
Comitê de Ética
Conheça Pelotas
Documentos PRAC
Doutorado
Editais e Publicações Oficiais
Editora Educat
EDR - Escritório de Desenvolvimento Regional
Especialização
Estrutura
Extravestibular
Formas de Ingresso
Graduação
Histórico da UCPel
Hospital Universitário
Incubadora de empresas – CIEMSUL
Instituição Comunitária
Intranet
Itepa
Laboratório de Análises Clínicas
Links de Interesse
Mantenedora
Marca UCPEL
MBA e Especialização
Mestrado
Missão e Visão
Moodle
NAE - Núcleo de Apoio ao Estudante
Notícias
Perguntas Frequentes
Plataformas Lattes
Política de Ensino
Politicas de Extensão
Política de Pesquisa
Proficiência em Língua Estrangeira
Projetos de Extensão
ProUni
Rádio Universidade
Seleção Docente
SINAES
Sinpro
Telefones
Trabalhe na UCPel
UCPEL Virtual
Unidades Básicas de Saúde
Vestibular
Vídeos
Webmail
Administração
Arquitetura e Urbanismo
Atlas de Histologia Médica
Atlas de Histologia Médica II
Cartão Sou UCPel
Centro de Incubação de Empresas da Região Sul (Ciemsul)
Certificados
Ciências Contábeis
CPA - Comissão Própria de Avaliação
Design de Moda
Direito
Editora Educat
Enfermagem
Engenharia Civil
Engenharia de Computação
Engenharia Elétrica
Farmácia
Filosofia
Fisioterapia
Gestão Comercial
Gestão de Recursos Humanos
Gestão Financeira
Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais-Penitenciários (Gitep)
Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP)
Jornalismo
Jovem Aprendiz
Laboratório de Engenharia Civil
Laboratório de Química Ambiental
Laboratórios de Informática - Centro Politécnico
Letras
Mestrado e Doutorado em Letras
Mestrado e Doutorado em Política Social
Mestrado e Doutorado em Saúde e Comportamento
Mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação
Mestrado Profissional em Saúde da Mulher, Criança e Adolescente
Memória Fotográfica
Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE)
Pacto Universitário de Direitos Humanos
Pedagogia
Portal do Egresso - Sempre UCPel
Programa de Residência Médica
Psicologia
Publicidade e Propaganda
Rádio Universidade (RU)
Revistas da UCPel
Salão Universitário
Serviço Social
UCPel Mais Saudável
Vestibular

Sapu

Moodle - Cursos EaD
Moodle - Demais Atividades de Ensino-Aprendizagem
 
 
 
 
 
Cursos

NEWSLETTER

home / notícias / Especialista dá dicas para que empresas fortaleçam o caixa a partir da análise de tributos
NOTICIAS

Especialista dá dicas para que empresas fortaleçam o caixa a partir da análise de tributos

01.07.2016 | Gestão Comercial | Gestão de Recursos Humanos | Gestão Financeira

Uma série de orientações sobre como empresas podem reverter em benefício, de forma segura, a pesada carga tributária em vigência no Brasil. Esse foi o mote do evento Gestão em Debate, realizado na noite desta quinta-feira (30) na Universidade Católica de Pelotas (UCPel), em uma promoção dos cursos Tecnólogos de Gestão Comercial, Gestão de Recursos Humanos e Gestão Financeira.

A explanação ficou a cargo do advogado graduado pela UCPel, Leonardo de Magalhães Soares, especialista em Direito Tributário e em Direito Público pela UFRGS. O profissional, que também tem MBA em Governança Tributária pelo Instituto Brasileiro de Planejamento Tributário, é sócio-proprietário das empresas Creative Diagnostics Assessoria e Consultoria Empresarial Ltda e Real & Magalhães Soares Advocacia. Segundo ele, de cada 10 empresas que têm lucro real, nove possuem créditos a serem aproveitados.

Magalhães Soares expôs possibilidades voltadas a organizações maiores e mostrou como elas podem, através da contabilidade, gerar uma economia tributária. "O Brasil tem uma legislação vasta, com alteração de muitas leis. Por isso a inteligência aplicada na área da contabilidade pode resultar créditos que as empresas desconhecem", alerta. 

O advogado citou como exemplo uma indústria arrozeira com sede na região que nos últimos cinco anos tinha um crédito de 0,5% do faturamento anual. "Qualquer insumo adquirido para a atividade fim, pode ter PIS e Cofins creditado. Mas esta legislação é extensa e muitos desses créditos passam despercebidos pela contabilidade e pelo setor administrativo-fiscal da empresa. Aí entra o trabalho, que gera caixa para empresa. A grosso modo, é o dinheiro mais barato que ela pode conseguir", destacou.

Conforme Magalhães Soares, a redução da carga tributária envolve não só advogados, mas também contadores, administradores e economistas. "O advogado sozinho não tem condições técnicas. É preciso ter uma equipe para realizar o trabalho", colocou. Ainda segundo ele, o setor fiscal das empresas fica assoberbado, preenchendo planilhas digitais para fornecer dados informações à Receita Federal e não tem tempo hábil de gerenciar o crédito. "Há um estigma em mexer com o Fisco. Isso não é um problema, pois as empresas têm direito. É só analisar os dados fornecidos e dinamizar a carga tributária em prol da empresa", reforçou.

O evento contou também com uma mesa de debates, composta pelo presidente da Associação Comercial de Pelotas (ACP), Jorge Almeida da Silva, e pelo coordenador da pós-graduação em Controladoria e Finanças da UCPel, professor e economista Ezequiel Megiato.

VER TODAS AS NOTÍCIAS