Universidade Católica de Pelotas Blog da UCPel
Webmail
Aducpel
Agenda de Eventos
Ass. Judiciária
Ass. Médica Ambulatorial
Avaliação Institucional
Balanço Social
Biblioteca
Calendários Acadêmicos
Capelania
CAPS - Centro de Apoio Psicossocial
Chegue Mais Perto
CIPA
Clínica de Fisioterapia
Clínica Psicológica
Comitê de Ética
Conheça Pelotas
Documentos PRAC
Doutorado
Editais e Publicações Oficiais
EDR - Escritório de Desenvolvimento Regional
Especialização
Estrutura
Extravestibular
Formas de Ingresso
Graduação
Histórico da UCPel
Hospital Universitário
Incubadora de empresas – CIEMSUL
Instituição Comunitária
Intranet
Itepa
Laboratório de Análises Clínicas
Links de Interesse
Mantenedora
Marca UCPEL
MBA e Especialização
Mestrado
Missão e Visão
Moodle
NAE - Núcleo de Apoio ao Estudante
Notícias
Perguntas Frequentes
Plataformas Lattes
Política de Ensino
Politicas de Extensão
Política de Pesquisa
Proficiência em Língua Estrangeira
Projetos de Extensão
ProUni
Rádio Universidade
Seleção Docente
SINAES
Sinpro
Telefones
Trabalhe na UCPel
UCPEL Virtual
Unidades Básicas de Saúde
Vestibular
Vídeos
Webmail
Administração
Arquitetura e Urbanismo
Atlas de Histologia Médica
Atlas de Histologia Médica II
Cartão Sou UCPel
Centro de Incubação de Empresas da Região Sul (Ciemsul)
Certificados
Ciências Contábeis
CPA - Comissão Própria de Avaliação
Design de Moda
Direito
Enfermagem
Engenharia Civil
Engenharia de Computação
Engenharia Elétrica
Farmácia
Filosofia
Fisioterapia
Gestão Comercial
Gestão de Recursos Humanos
Gestão Financeira
Grupo Interdisciplinar de Trabalho e Estudos Criminais-Penitenciários (Gitep)
Hospital Universitário São Francisco de Paula (HUSFP)
Jornalismo
Jovem Aprendiz
Laboratório de Engenharia Civil
Laboratório de Química Ambiental
Laboratórios de Informática - Centro Politécnico
Letras
Mestrado e Doutorado em Letras
Mestrado e Doutorado em Política Social
Mestrado e Doutorado em Saúde e Comportamento
Mestrado em Engenharia Eletrônica e Computação
Mestrado Profissional em Saúde da Mulher, Criança e Adolescente
Memória Fotográfica
Núcleo de Apoio ao Estudante (NAE)
Pacto Universitário de Direitos Humanos
Pedagogia
Portal do Egresso - Sempre UCPel
Programa de Residência Médica
Psicologia
Publicidade e Propaganda
Rádio Universidade (RU)
Revistas da UCPel
Salão Universitário
Serviço Social
UCPel Mais Saudável
Vestibular

Sapu

Moodle - Segurança Pública
Moodle - Demais cursos
 
 
 
 
 
Cursos

NEWSLETTER

home / notícias / Oficinas na UCPel discutem caminhos para a nova escola
NOTICIAS

Oficinas na UCPel discutem caminhos para a nova escola

13.11.2017 | Letras

“Escola pra quem?”. A pergunta inquietante está sendo feita por acadêmicos do curso de Letras da Universidade Católica de Pelotas (UCPel) dispostos a apontar alternativas para uma formação mais voltada ao mundo atual. Através de oficinas – que ocorrem até o dia 1º de dezembro – acadêmicos e professores das redes pública e privada discutem formas para despertar o interesse no aprendizado da língua portuguesa.
 
Parece ser consenso entre especialistas que o modelo de escola atual existente no país é ultrapassado. Devido a expansão da tecnologia, o acesso ao conhecimento é facilitado, o que obriga o professor a repensar a sua postura. Mais do que disponibilizar tablets e smartphones em sala e aula, as iniciativas mais bem sucedidas apontam para a criação de uma escola que ensine seus alunos a conviver com um mundo cada vez mais complexo.
 
Responsável pela supervisão das oficinas, a professora da UCPel, Thaís Rochefort, explica que os cinco encontros questionam para quem é feito a escola dos dias de hoje. “As oficinas têm o objetivo de apontar caminhos para uma escola mais interessante, criativa e transformadora”, diz. Por serem apresentadas pelos futuros professores, a atividade ainda ajuda a qualificar aqueles que logo estarão à frente das salas de aula.
 
Para o acadêmico da Letras, Leonardo Alves, o debate sobre o cenário da escola vem sendo enriquecedor e deverá ajuda-lo na futura atividade profissional, especialmente por estar no último semestre do curso de graduação. “Nossos encontros ajudam a ampliar o conhecimento e apresentam novos temas e formatos sobre o ato de educar”, avalia. 

Memes e histórias de quadrinhos são os gêneros textuais aliados no processo de aprendizagem em uma das oficinas. A outra, trata sobre formas de desenvolver a criatividade; a terceira sobre projetos educacionais escolares. O papel de protagonista do professor nas mudanças escolares e formação do leitor completam os temas tratados.    

Para a acadêmica da graduação da UCPel, Lilian Quevedo, a inovação parece ser a melhor forma para reverter o desinteresse dos estudantes. Alternativas como o Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibidi) são exemplos de como despertar o lúdico na opinião da acadêmica. “As oficinas servem para compartilharmos nossas experiências. Cada escola vive uma realidade e precisamos identificar a melhor forma possível para solucionar os problemas existentes” acredita Lilian.

Compartilhamento de experiências parece ser o ponto mais positivo dos três encontros ocorridos até o momento, avalia a professora Thais. “Ao saberem que professores já formados iriam participar das oficinas, os acadêmicos ficaram preocupados, mas logo em seguida se deram conta que a troca é enriquecedora e não necessariamente tem a ver com mais ou menos prática”, acredita.  
 
Atividade, que terá mais dois encontros, nos dias 24 de novembro e 1º de dezembro – encerramento, é aberta ao público externo. Acadêmicos da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) e do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul), assim como professores de escolas públicas e privadas participam dos encontros. 

Redação: Rita Wicth – MTB 14101      

VER TODAS AS NOTÍCIAS